Músicas de ninar têm sido usadas ​​para acalmar bebês durante séculos.

Em nossa era digital quando temos milhares de opções de músicas disponíveis em nossas mãos será que estamos aproveitando o máximo que podemos delas?Durante a última década, várias universidades têm realizado pesquisas com  música nas crianças e alguns de seus resultados têm sido notáveis.

 Pesquisadores da Universidade da Califórnia, por exemplo, surgiram com o “Mozart Effect “, uma teoria que sugere uma ligação entre ouvir música clássica e a inteligência na infância. Mas se acreditarmos que essas teorias são verdadeiras logo concluímos que os diferentes tipos de música, também podem trazer respostas diferentes em bebês e crianças. 
  

Recentemente, A “BT” encomendou uma pesquisa sobre como os pais utilizavam a música com seus filhos e como isso poderia afetá-los. O estudo mostrou que a música é uma maneira popular para os pai de se comunicarem com seus filhos, especialmente antes dos pequenos aprenderem a falar.Mais de 90% dos participantes do estudo tocavam música para seus bebês, sendo que quase 40% dessas pessoas, tocavam para ajudá-los a dormirem melhor.

 O que é mais interessante sobre essa pesquisa é como as escolhas musicais dos pais estão se tornando mais ampla, graças sem dúvida a internet.Mesmo com os 25% dos pais que acreditam no poder das canções de ninar, muitos são mais do que um simples Nana neném.Cerca de 50% dos pais pesquisados mencionaram colocar pop, rock, folk e metal pesado para seus bebês.

Considerando os resultados da pesquisa, é clara a forma como a música é importante para os pais e como os gostos são diferentes e merecem ser respeitados.
Resolvi trazer aqui 5 maneiras de aproveitar ao máximo a música com seu filho ou seu bebê.

1. No Útero 

 Reprodução de música para o seu bebê ainda no útero provou ser calmante para os pais que acabam reservando esse momento de relaxamento com o bebê e, uma pesquisa da Universidade de Leicester sugere que os bebês podem se acalmar, reconhecer,  e ainda terem preferência pela música tocada dentro do útero materno, depois do nascimento. Isso durante os primeiros anos da infância. Eu mesma cantava e colocava muito para o Enzo durante a gravidez  “My everything” do Michael Bublé e depois que ele nasceu em um dia em que nada parecia funcionar coloquei a música e ele parou.Quando a próxima música começou ele voltou a chorar e assim escutamos “My everything” por ums 40 minutos consecutivos.. Com a Nina não fiz diferente e até hoje quando ela escuta “Somewhere over the rainbow” ela pára e procura a música.Passei a acreditar nisso desde o dia em que vi isso funcionar com meus filhos.Claro que eu colocava muita música clássica também, mas essas duas foram músicas que marcaram as duas gestações.   

2. Pop ou ópera?

 Pode ser útil observar como seu filho reage a diferentes gêneros de música. Bem como rock e heavy metal, os entrevistados no estudo também especificaram uma variedade de músicas mais obscuras.É importante notar como ele reage a cada uma delas.
3. Trilha Sonora para a vida

 Depois de ter observado reações do seu filho para as diferentes músicas, você pode usar isso para adequar a sua lista de reprodução, se é brincadeira coloque algo que anime mais seu filho, se for hora de deitar coloquem algo que traga mais tranquilidade para ele.A pesquisa mostrou que, bem como ajudar os bebês a dormir, a música é usada para estimular, divertir e até mesmo melhorar a ligação pais/filho.
4. Mantenha a batida

 Incentive seu filho a participar de forma proativa na experiência auditiva através da dança, cantando ou acompanhando a batida.Alguns dos pais do estudo utilizaram a música para melhorar o ritmo de seu filho, incentivá-los a fazer sons de fala e até mesmo melhorar a sua concentração.

5. Experimente!

 Como vimos, não há um gosto universal para os bebês e, infelizmente, não há nenhuma maneira de garantir se o gosto dele será o mesmo que o seu!Então, se é hip-hop, rock, rap ou clássicas, certifique-se de que seus filhos podem formar suas próprias preferências musicais. Apresente a eles tudo aquilo que faça sentido em sua maneira de criá-los e me contem aqui que tipo de música vocês acham que seus filhos se interessam? E como a música é importante na vida de vocês. Beijos Cacau